TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
FIM DO CONTRATO

Músicas de grandes artistas internacionais não estarão disponíveis no Tiktok; entenda

Acordo da empresa chinesa com a Universal Music chegou ao fim, sem renovação de contrato

Por Redação Publicado em
TikTok lança campanha de empoderamento feminino
TikTok lança campanha de empoderamento feminino (Foto: Divulgação/Agência Educa Mais Brasil)

Se você gosta de usar Taylor Swift, Bad Bunny, Ariana Grande, Justin Bieber, U2, Peral Jam, Bob Dylan, Sting, Alicia Keys, Adele, Coldplay fique atento, pois elas não estarão mais disponíveis no TikTok.

A Universal Music Group (UMG), uma das maiores empresas de músicas do mundo, anunciou que não conseguiu chegar a um acordo com a plataforma chinesa de redes sociais TikTok, e por isso, milhares de músicas do catálogo da empresa devem ser retirados do aplicativo.

O acordo estabelecido era até 31 de janeiro, após esta data as músicas podem não estar disponíveis no aplicativo. E com isso bota um ponto final num acordo que durava três anos.

“As empresas não concordaram com os termos de um novo acordo e após a expiração do acordo atual, o Universal Music Group, incluindo o Universal Music Publishing Group, cessará o licenciamento de conteúdo aos serviços TikTok e TikTok Music”, disse a UMG em uma carta aberta publicada em seu site.

A Universal reclama que o TikTok tentou "intimidar a aceitar um acordo de valor inferior ao acordo anterior, muito distante do valor justo de mercado e sem refletir seu crescimento exponencial".

E afirma que o TikTok não quis pagar os royalties correspondentes ao que é pago nas redes sociais, oferecendo "uma tarifa que é uma fração do que pagam as principais plataformas sociais similares".

A rede social chinesa disse que as afirmações são falsas e que a gravadora "optou por se afastar do grande suporte de uma plataforma com mais de um bilhão de usuários que serve como promoção gratuita e um veículo para descoberta de seus talentos".

A plataforma TikTok apontou decepção com a decisão da empresa:

É triste e decepcionante que o Universal Music Group tenha colocado sua própria ganância acima dos interesses de seus artistas e compositores. Apesar da falsa narrativa e retórica da Universal, o facto é que eles optaram por abandonar o poderoso apoio de uma plataforma com mais de mil milhões de utilizadores que serve como um veículo gratuito de promoção e descoberta dos seus talentos. A TikTok conseguiu chegar a acordos de “primeiro o artista” com todas as outras gravadoras e editoras. Claramente, as ações egoístas da Universal não atendem aos melhores interesses dos artistas, compositores e fãs.”

A plataforma possui acordos em vigor com diversas grandes gravadoras e selos independentes.



Relacionadas