sexta-feira, 05 de junho de 2020
Busca

Portal T5

Brasil

Mandetta segue como ministro da Saúde após apoio de militares

O presidente Jair Bolsonaro cogitou a demissão de Mandetta depois de divergência públicas dos dois sobre as estratégias para conter a propagação da Covid-19.

Por Redação Portal T5

20h05 - Atualizado 06/04/2020 às 20h10

Após ameaça de demissão nesta segunda-feira (6), Luiz Henrique Mandetta seguirá no cargo de ministro da Saúde, de acordo com participantes de reunião no Palácio do Planalto. A informação foi divulgada pelo G1.

O presidente Jair Bolsonaro cogitou a demissão de Mandetta depois de divergência públicas dos dois sobre as estratégias para conter a propagação da Covid-19.

A fim de não paralisar a economia, Bolsonaro defender a ideia do "isolamento vertical", que no caso, apenas idosos e pessoas com doenças graves que estão no grupo de risco.

Já Mandetta, segue o protocolo de especialistas e da Organização Mundial da Saúde (OMS) e defende que o isolamento seja amplo, que as pessoas se mantenha em casa.

Conforme o G1, auxiliares militares do Governo Federal se manifestaram contra a demissão de Mandetta e afirmaram a Bolsonaro que "o pior" cenário seria demitir o ministro em meio à pandemia do novo Coronavírus.

O Congresso Nacional, através da bancada da Saúde, também foi contra a demissão de Mandetta, assim como os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Leia também: