Paraíba, segunda-feira, 16 de setembro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Brasil

Uso de suplementos alimentares falsificados causam graves riscos à saúde

Segundo levantamento, o Brasil é o terceiro maior mercado de suplementos do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da Austrália.

Por Redação Portal T5

07h24

O aumento na venda de suplementos alimentares falsificados ou fora da data de validade anda causando prejuízos à saúde dos consumidores. Uma das vítimas foi um homem, de 28 anos, que comprou o produto de um vendedor para adquirir massa muscular, mas acabou tendo problemas como baixa libido e fraqueza.  Além disso, só nesta semana, a polícia apreendeu R$ 3 milhões em mercadoria adulterada na cidade de Águas de Prata, no interior de São Paulo. 

Segundo levantamento, o Brasil é o terceiro maior mercado de suplementos do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da Austrália. Ainda de acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Suplementos Nutricionais e Alimentos Para Fins Especiais (BrasNutri), somente entre 2017 e 2018, o faturamento no país aumentou de R$ 637 milhões para mais de R$ 1 bilhão.

A farmacêutica Márcia Abrahão Silva, do Núcleo de Alimentos da Coordenadoria de Vigilância em Saúde, relatou que os consumidores podem evitar a compra de suplementos falsificados, lendo atentamente as principais informações contidas nos rótulos dos produtos: como o nome dele, o fabricante, endereço do fabricante, lote e validade. Ainda segundo o nutrólogo Francisco Anhesini Benetti, outra forma de evitar esse erro é comprando produtos cadastros ou procurando orientação médica. Francisco diz também, que as pessoas precisam ficar em alerta para sintomas que o produto não deveria apresentar.

Porém, para o empresário Luiz Felipe Cesário Lastella, que trabalha vendendo suplementos há mais de dez anos, hoje o grande problema está nas vendas pela internet, pois possuem uma alta variação de preço e os produtos vendidos nos sites são mais propícios a falsificação.

Veja mais:

Polícia investiga grupo que contrabandeava dólares para o Brasil

SBT