sábado, 07 de dezembro de 2019
Busca

Portal T5

Brasil

Justiça determina que João de Deus retorne para a cadeia

Ele é acusado de cometer crimes sexuais, posse ilegal de arma e falsidade ideológica

Por Redação Portal T5

17h07
Foto: Reprodução / Twitter

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou nesta terça-feira (4) que o médium João de Deus deve retornar à cadeia. Foram quatro votos a um.

Os ministros Néfi Cordeiro, Saldanha Palheiro, Laurita Vaz e Rogério Scheitti negaram o pedido de prisão domiciliar feito pela defesa do médium. Já o ministro Sebastião Reis Junior votou para que a prisão preventiva fosse substituída pela domiciliar e que outras medidas cautelares fossem aplicadas, como a entrega de passaporte.

João de Deus foi preso no dia 16 de dezembro do ano passado. No dia 22 de março deste ano, foi autorizado pela Justiça que ele fosse transferido para o Instituto de Neurologia de Goiânia porque a defesa alegou que a vida do médium estava correndo risco por causa do estado de saúde. Ele vem tratanto um aneurisma no abdômen.

Ele é acusado de cometer crimes sexuais, posse ilegal de arma e falsidade ideológica. Todos os crimes são negados pelo médium.

De acordo com a defesa, ele não apresenta riscos à investigação e necessita de cuidados médicos.

"Mesmo estando presentes os pressupostos para uma prisão preventiva, eu posso ter outro meio de controle, que não o encarceramento, para garantir a incolumidade da sociedade sem a prisão. Então essa é a questão central, que se une, sim, à questão humanitária para impedir que um idoso seja levado à prisão sem que haja necessidade para tanto", relatou o advogado Alberto Toron.