sábado, 07 de dezembro de 2019
Busca

Portal T5

Brasil

Outros 42 presos são encontrados mortos em penitenciária de Manaus

No domingo (26), os corpos de 15 detentos já haviam sido achados após uma briga em um complexo penitenciário da cidade

Por Redação Portal T5

19h35 - Atualizado 27/05/2019 às 19h36
Complexo penitenciário onde aconteceu a briga de detentos, em Manaus
Complexo penitenciário onde aconteceu a briga de detentos, em Manaus Foto: Reprodução/Chicoterra

O Governo do Amazonas confirmou nesta segunda-feira (27) que mais 42 presos foram encontrados mortos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Uma briga entre detentos na cadeia já havia deixado 15 vítimas fatais, na manhã do último domingo (26), totalizando 57.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), todas as novas mortes registradas têm indícios de asfixia. Apesar da proporção do acontecido, a Seap afirma que a situação está controlada no momento.

A briga na Compaj aconteceu durante o horário de visitação na penitenciária, que envolve vários pavilhões. Os apenados utilizaram escovas de dento como armas, para perfuração das vítimas, além de terem cometido crime de asfixia.

"Não foi rebelião. É uma briga de internos. Nunca havia acontecido mortes durante visitas. Alguns morreram dentro da cela com as grades trancadas. Eles cometeram os crimes também em frente aos familiares", afirmou o coronel Marcos Vinicius Almeida, secretário de Administração Penitenciária do Amazonas.

Leia também:

Bolsonaro divulga foto de 2015 para ilustrar manifestações deste domingo

No Nordeste, Ciro Gomes diz que não visitaria Lula na prisão 'nem se ele pedisse'