Paraíba, quarta-feira, 18 de setembro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Brasil

Câmara opta por transferir Coaf para Ministério da Economia; veja como votaram deputados da PB

Votação aprovou simbolicamente projeto de reforma administrativa do Governo Bolsonaro, que reduziu número de ministérios

Por Redação Portal T5

23h31
Plenário da Câmara dos Deputados
Plenário da Câmara dos Deputados Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados promoveu, nesta quarta-feira (22), uma votação simbólica para aprovação do texto-base da medida provisória que determinou a reforma administrativa na estrutura do governo. A partir dela, o presidente Jair Bolsonaro pôde reduzir de 29 para 22 o número de ministérios.

No entanto, durante apreciação dos destaques (propostas de alteração no texto), a maioria dos parlamentares optou por transferir o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça para o Ministério da Economia, em votação no plenário. O Coaf é o órgão que fiscaliza crimes financeiros, combatendo a lavagem de dinheiro, por exemplo.

No total, foram 210 votos a favor da manutenção do Coaf sob a tutela do ministro Sérgio Moro, enquanto outros 228 deputados votaram pela transferência. A mudança significou uma derrota para ao Governo Bolsonaro, que havia realocado o órgão fiscalizador no Ministério da Justiça, após extinção do Ministério da Fazenda, que administrava o Conselho anteriormente.

O texto que resultar da votação na Câmara ainda terá de passar pelo plenário do Senado Federal, antes de ser enviado para sanção do presidente da República.

Na votação desta quarta, nove dois 12 deputados federais paraibanos estiveram presentes na Câmara. Confira quem votou SIM pela manutenção do Coaf na pasta da Justiça, e NÃO pela transferência para a Economia:

  • Aguinaldo Ribeiro (PP) - NÃO
  • Damião Felicioano (PDT) - NÃO
  • Edna Henrique (PSDB) - Ausente
  • Efraim Filho (DEM) - SIM
  • Frei Anastácio (PT) - NÃO
  • Gervásio Maia (PSB) - NÃO
  • Hugo Motta (PRB) – NÃO
  • Julian Lemos (PSL) - SIM
  • Pedro Cunha Lima (PSDB) - SIM
  • Ruy Carneiro (PSDB) - SIM
  • Wellington Roberto (PR) - Ausente
  • Wilson Santiago (PTB) - Ausente

Leia também:

Deputada Tábata Amaral diz processar ministro da Educação por danos morais

Defensores Públicos dizem que desfile de crianças aptas a adoção em Cuiabá viola direitos humanos