Paraíba, terça-feira, 23 de julho de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Brasil

Justiça do Paraná determina nova prisão de José Dirceu dentro da Lava Jato

Ex-ministro da Casa Civil tem até esta sexta-feira (17) para se apresentar à PF em Curitiba

Por Redação Portal T5

20h34
José Dirceu é acusado de crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro
José Dirceu é acusado de crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro Foto: Reprodução/Internet

O ex-ministro da Casa Civil do Governo Lula, José Dirceu, tem até às 16h desta sexta-feira (17) para se entregar à Polícia Federal em Curitiba. A nova prisão foi determinada nesta quinta (16) pelo juiz federal Luiz Antônio Bonat, ainda dentro da Operação Lava Jato, após a Quarta Seção do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negar um recurso de defesa.

Dirceu já havia ficado preso entre 2015 e 2017, e foi solto após receber um habeas corpus pelo Supremo Tribunal Federal (STF), onde foi autorizado a aguardar o julgamento em liberdade, mas utilizando tornozeleira eletrônica. Ele também ficou um mês na prisão em maio de 2018.

Essa primeira condenação aconteceu por irregularidades na diretoria de Serviços da Petrobras, e estabeleceu uma pena de mais de 30 anos de cadeia por crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Ele também sofreu uma segunda condenação, dessa vez por recebimento de propina em contrato superfaturado, também envolvendo a Petrobras. O processo apurou que o ex-ministro teria recebido cerca de R$ 2,1 milhões. Nesse contexto, a Justiça determinou uma pena que terminou fixada em 8 anos e 10 meses de prisão, e é essa a que José Dirceu precisará cumprir.

A defesa informou que ele vai se apresentar à Polícia Federal de maneira espontânea.

Leia também:

Presidente do Inep é demitido menos de um mês depois de assumir o cargo

Ministério Público da PB denuncia grupo suspeito de realizar desvio milionário em cartório