Paraíba, quarta-feira, 22 de maio de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Brasil

"Não vão me pegar", diz Bolsonaro sobre investigações

O presidente disse ainda que o fato do filho ser investigado é para atingi-lo

Por Redação Portal T5

14h17

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira (16), nos Estados Unidos, que as investigações direcionadas ao filho Flávio Bolsonaro são feitas para atingi-lo.

Bolsonaro colocou o sigilo bancário à disposição, segundo ele, as apurações estão "fazendo um esculacho" no senador Flávio Bolsonaro para atrapalhar o seu governo.

"Façam justiça! Querem me atingir? Venham pra cima de mim! Querem quebrar meu sigilo, eu sei que tem que ter um fato, mas eu abro o meu sigilo. Não vão me pegar", declarou o presidente, no Texas.

O Ministério Público do Rio de Janeiro acredita haver indícios de crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete de Flávio na época em que ele era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio Janeiro entre 2007 e 2018.

Quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro atinge ex-assessores do presidente

Conforme o Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc), responsável pela investigação, o gabinete do atual senador tem características de uma organização criminosa "com alto grau de permanência e estabilidade, formada desde 2007".

A Promotoria solicitou a quebra de sigilos bancário e fiscal de 86 pessoas e nove empresas.

Flávio Bolsonaro foi um dos atingidos pela ação que foi deferida pelo juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro.