Paraíba, sábado, 20 de abril de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Brasil

"Trabalha para a família Bolsonaro" afirma cineasta Padilha sobre Moro

Ele revelou ter errado ao apoiar o ministro

Por Redação Portal T5

15h01 - Atualizado 16/04/2019 às 15h05
Foto: Jaimie Trueblood/Netflix

O cineasta, José Padilha, declarou que errou ao apoiar o ministro da Justiça , Sergio Moro e seu desempenho na operação Lava Jato. A informação foi publicada pela Folha de S.Paulo na edição desta terça-feira (16).

“Ora, o leitor sabe que sempre apoiei a operação Lava Jato e que chamei Sergio Moro de “samurai ronin”, numa alusão à independência política que, acreditava eu, balizava a sua conduta. Pois bem, quero reconhecer o erro que cometi”, afirmou Padilha, diretor do filme Tropa de Elite.

“Digo isso porque não há outra explicação: Sergio Moro finge não saber o que é milícia porque perdeu sua independência e hoje trabalha para a família Bolsonaro”, relata, antes de classificar o pacto anticrime de Moro de “pacote pró-milícia”, continuou.

Leia Mais: Carolina Dieckmann comemora aniversário do filho e relembra: "Idade que eu te tive"

Ele lista também dez motivos que apontam que o pacote anticrime irá facilitar a violência policial e fornecer suporte à atuação das milícias.

“O hábito que os policiais milicianos têm de plantar armas e drogas nos corpos de suas vítimas para justificar execuções é tão usual que deu origem a um jargão: todo bom miliciano carrega consigo um ‘kit bandido’. Aprovado o pacote de Moro, nem de ‘kit bandido’ os milicianos precisarão mais”, afirmou.

Leia Mais:Cenas de "Vingadores: Ultimato" vazam e fãs reproduzem memes