Paraíba, quarta-feira, 21 de agosto de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Brasil

Petrobras deve reduzir patrocínios em esporte e lazer para focar em educação infantil, diz Bolsonaro

Em 2018 a estatal investiu R$ 79,7 milhões em 11 grandes projetos de patrocínio

Por Redação Portal T5

07h42
Petrobras deve destinar recursos dos patrocínios para educação infantil e outras frentes
Petrobras deve destinar recursos dos patrocínios para educação infantil e outras frentes Foto: Shutterstock

A Petrobras avalia reduzir em grandes proporções os patrocínios em esporte e lazer para focar em outros aspectos, como a educação infantil. A informação foi confirmada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, através das redes sociais na manhã desta quarta-feira (4).

Pelo Twitter, o governante informou que a medida tem a ver com um realimento dos recursos da estatal. Outra prioridade será a Orquestra Pertrobras Sinfônica, uma das mais tradicionais do país.

Leia também:

Bolsonaro pode receber alta hospitalar ainda nesta semana

Rio suspende as aulas na rede pública devido à previsão de chuva forte

“Para maior transparência e melhor empregabilidade do dinheiro público, informamos que todos os patrocínios da Petrobras estão sob revisão, objetivando enfoque principal dos recursos para a educação infantil e manutenção do empregado à Orquesta Petrobras”, escreveu Bolsonaro.

Entre os principais patrocínios da Petrobras no esporte estão o automobilismo, com recursos para a Stock Car, a equipe McLaren de Fórmula 1 e o GP Brasil de Fórmula 1, além da natação e da corrida de rua. Ano passado a empresa também montou o Time Petrobras, patrocinando diretamente 25 atletas olímpicos e paralímpicos.

A revisão na política de patrocínios já vem sendo discutida há alguns dias, sobretudo após tomar posse o novo presidente, Roberto Castello Branco, que tem como uma das preocupações a redução de custos da companhia.

Em 2018, os valores destinados a esse tipo de investimento pela estatal somaram R$ 79,7 milhões, divididos em 11 projetos. Para esse ano, o orçamento aprovado seria de aproximadamente R$ 80 milhões, que está sendo reformulado.