segunda-feira, 09 de dezembro de 2019
Busca

Portal T5

Brasil

Ex-piloto da Stock Car, Tuka Rocha, morre após acidente com jatinho na Bahia

O acidente aconteceu na última quinta-feira, em Maraú, no Sul da Bahia. Além de Tuka, a outra vítima internada, Maysa Mussi também não resistiu.

Por Redação Portal T5

09h42 - Atualizado 17/11/2019 às 10h32
Foto: Reprodução/Twitter

O ex-piloto da Stock Car, Tuka Rocha, de 36 anos, não resistiu aos ferimentos de um acidente aéreo envolvendo um jatinho executivo, no distrito de Maraú, no Sul da Bahia, e morreu na manhã deste domingo (17). Na noite deste sábado (16), Maysa Marques Mussi, de 27 anos, também não resistiu e morreu.

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Tuka estava internado no Hospital Geral do Estado de Salvador e passou por várias cirurgias. Ele teve complicações pulmonares depois de ficar com 80% do corpo queimado.

Já Maysa Marques recebeu os primeiros atendimentos no Hospital Subúrbio e foi transferida para o Hospital Geral de Salvador, mas não resistiu. A irmã de Maysa, a jornalista Marcela Brandão Elias, 37 anos, também morreu no acidente.

Tuka Rocha participou de competições pela Stock Car entre 2011 e 2018. Ele também tem passagens pela Fórmula Superliga e A1GP. As causas do acidente aéreo ainda não foi divulgada.

Maysa era casada com Eduardo Mussi, irmão do deputado federal licenciado Guilherme Mussi (PP-SP). O jatinho caiu por volta das 14h da última quinta-feira ao tentar pousar na pista de um resort no distrito de Barra Grande, em Maraú.

No jatinho também estavam a bordo: Eduardo Elias, Eduardo, filho de 6 anos de Marcela, Marcelo Constantino, Eduardo Mussi, Marie Cavelan, Fernando Oliveira e Aires Napoleão Guerra. Eles permanecem internados no Hospital Geral do Estado da Bahia. O estado de saúde das vítimas não foi informado.

Leia também:

Unifacisa volta a vencer no Novo Basquete do Brasil e garante sua quinta vitória

“Foi a internet que fez tudo com a minha vida”, diz Whindersson Nunes sobre depressão

Celulares pré-pagos de 17 estados devem ser recadastrados até segunda-feira (18)