Paraíba, domingo, 20 de outubro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Brasil

No Dia Mundial da Obesidade, aprenda a calcular seu IMC

A obesidade é um dos fatores de risco para a saúde, sendo importante fator de risco para condições crônicas, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes, distúrbios músculo-esqueléticos (osteoartrite) e alguns tipos de câncer).

Por Redação Portal T5

12h57

Hoje é comemorado o Dia Mundial da Obesidade e Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. Uma boa alimentação é sinônimo de vida saudável e auxilia na prevenção do surgimento de doenças crônicas e melhor qualidade de vida. A obesidade é um dos fatores de risco para a saúde, sendo importante fator de risco para condições crônicas, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes, distúrbios músculo-esqueléticos (osteoartrite) e alguns tipos de câncer).

+ Fernando Collor é alvo de operação da PF contra lavagem de dinheiro

+ Mais de 1,5 milhão de pessoas ficam sem energia elétrica na Califórnia

É necessário ter bons hábitos e se conscientizar sobre os riscos de doenças relacionadas à má alimentação – consumo de alimentos ultraprocessados, como por exemplo, presuntos, salsichas, linguiças, mortadelas, refrigerantes, sucos artificiais, biscoitos recheados e macarrão instantâneo, e baixo consumo de alimentos in natura e minimamente processados.

+ Japão se prepara enfrentar gigantesco tufão Hagibis

+ Finalistas do ‘MasterChef: A Revanche’ vazam antes da estreia; Band tenta conter

É possível identificar o excesso de peso baseando-se no índice de massa corporal (IMC). Mas você sabe o que é IMC? O Índice de Massa Corporal, conhecido pela sigla IMC, é um cálculo simples que permite avaliar o estado nutricional de indivíduos. Muitas pessoas buscam descobrir seu IMC e as evidências mostram que o auto monitoramento do peso é uma das estratégias para prevenção do excesso de peso e obesidade. O IMC, além de classificar o indivíduo com relação ao peso, também é um indicador de riscos para a saúde e tem relação com várias complicações metabólicas. O IMC é estimado pela relação entre o peso e a altura do indivíduo, expresso em kg/m2 e Para fazer o cálculo, basta dividir o peso pela altura ao quadrado. É importante ter as medidas exatas antes do cálculo. Não vale “chutar” ou arriscar um palpite.

+ Professor nina bebê para aluna fazer prova em faculdade de João Pessoa

+ RBD é tema de trabalho de conclusão de curso em universidade na PB

De modo geral, o IMC pode classificar um indivíduo em: desnutrido (baixo peso); eutrófico (peso adequado); sobrepeso (peso acima do adequado) e obeso. Essa classificação tem diferentes pontos de corte que variam de acordo com a idade e sexo (menores de 19 anos de idade); de acordo com a idade gestacional (em mulheres grávidas) e entre idosos.

+ Sasha Dog: saiba como ativar o mais novo filtro de cachorro no Instagram

+ Casal é flagrado em momento íntimo pelo Google Maps

Para a classificação do estado nutricional, são adotados os seguintes pontos de corte, segundo o valor do Índice de Massa Corporal do adulto:
Menor que 18,5 - Baixo peso
18,5 a menor que 25 – Eutrófico ou peso adequado
25 a menor que 30 - Sobrepeso
30 a menor que 35 - Obesidade Grau I
35 a menor que 40 - Obesidade Grau II
Maior que 40 - Obesidade Grau III

Luíza Tiné, para Blog da Saúde

Leia Também:

+ Ex-MasterChef relembra quando viveu par romântico de Sandy; veja

+ Passageiro poderá escolher pagar mais caro para não conversar no Uber

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione nosso WhatsApp: (83) 9 9142-9330.