Paraíba, quinta-feira, 19 de setembro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Brasil

Linha de cerol atinge helicóptero dos bombeiros e gera prejuízo de quase R$ 150 mil

O piloto tentou desviar da pipa, mas não conseguiu

Por Carlos Rocha

23h03
Reprodução/ Corpo de Bombeiros MG

A manutenção de um helicóptero do Corpo de Bombeiros danificado por linha de cerol custará aproximadamente US$ 40 mil dólares aos cofres públicos, cerca de R$ 150 mil.

A aeronave foi atingida na última sexta-feira (15) em Belo Horizonte. O piloto tentou desviar da pipa, mas não conseguiu.

Após pouso realizado no Aeroporto da Pampulha, foi constatado a danificação de duas hastes de comando de passo. Por conta disso, a aeronave não estará disponível para atendimentos de urgência e emergência. O equipamento que ficou estragado é responsável pela inclinação das pás da aeronave que permite que ela voe.

“Esse equipamento possui uma proteção, mas por a linha ser fina, ela passou entre a proteção e a peça, causando um desgaste, que, apesar de pequeno, comprometeu o componente e, consequentemente, os voos”, informou a corporação.

Ainda não há previsão para retorno da aeronave às atividades, visto que as novas peças não estão disponíveis para pronta entrega e pelo fato dos serviços de reparo serem realizados por empresas terceirizadas.

Outros casos

Os incidentes envolvendo linha de cerol já aconteceram outras vezes em Minas Gerais. Em julho de 2016, uma linha de pipa com cerol ficou presa a uma pá do helicóptero Arcanjo, da 2ª Companhia do Batalhão de Operações Aéreas, com sede em Varginha, no Sul de Minas.

Já em janeiro de 2017, uma linha com cerol de enorme extensão caiu dentro do hangar dos bombeiros, na Pampulha, o que obrigou os militares de serviço a paralisarem as atividades por 20 minutos para a retirada do material da pista.