Paraíba, domingo, 09 de dezembro de 2018
22° C
Busca

Portal T5

Brasil

Vídeo: passageira filma motorista de Uber se masturbando durante corrida

Ela esperou até o momento do desembarque para confrontar o homem

Por Carlos Rocha

19h18 - Atualizado 08/10/2018 às 22h35

Uma moradora de Águas Claras, no Distrito Federal, que chamou um Uber para ir até o Aeroporto Juscelino Kubitschek na manhã do último domingo (7) filmou o momento em que o motorista do aplicativo se masturbava, com o veículo em movimento. A informação é do portal brasiliense Metrópoles.

A mulher esperou até o momento do desembarque para confrontar o homem, que foi embora.

Leia Mais: Motorista de aplicativo pergunta se cliente quer fazer sexo oral

As imagens mostram quando o motorista abre as caças e se masturba. Ao descer do veículo, o homem retira as malas da passageira e comenta: “Muitíssimo obrigado, vai com Deus, meu anjo”.

Indignada, a passageira rebate. “Não pense que eu não vi você pegando no seu pau, tá? Você é um ridículo, você é um verme, eu vi. Eu gravei e vou chamar a polícia para você. Essa é a placa dele, essa é a cara do homem que estava me assediando, pegando no pau. Que Uber é você? que falta de respeito, seu verme”, gritou a mulher, quando ela ainda estava do lado de fora do veículo.

Leia Mais: Na UTI, vocalista do Fat Family respira com ajuda de aparelhos

Assustado com a reação da passageira, o homem negou que estivesse se masturbando, entrou no carro e deixou o aeroporto.

Portal Metrópoles procurou a Polícia Civil do Distrito Federal para falar sobre o caso, mas a passageira ainda não havia registrado ocorrência sobre o crime, de acordo com informações da 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul), que cobre a área ao aeroporto.

Leia Mais: Casal é flagrado fazendo sexo em arquibancada durante evento em MG; veja

De acordo com a assessoria de comunicação do Uber, a última viagem do motorista utilizando o aplicativo foi realizada na última sexta-feira (5). “Pelo que foi possível apurar até o momento, a viagem em questão não teria acontecido na plataforma. De qualquer forma, nenhum comportamento criminoso é tolerado e o motorista foi banido da plataforma assim que a denúncia foi feita. A Uber repudia qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres e acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio”, informou a empresa, por meio de nota.

Leia Mais: Geisy Arruda revela ter perdido virgindade aos 13 anos com homem de 31

A empresa ressaltou, ainda, que está sempre à disposição para colaborar com as autoridades no curso de investigações ou processos judiciais. “Nenhuma viagem com a plataforma é anônima e todas são registradas por GPS. Isso permite que em caso de incidentes nossa equipe especializada possa dar o suporte necessário, sabendo quem foi o motorista parceiro e o usuário, seu histórico e qual o trajeto realizado”, afirmou a Uber.