Paraíba, segunda-feira, 18 de junho de 2018
22° C
Busca

Portal T5

Brasil

Homem engasga e fica com "dentadura" entalada por mais de 40 horas

O homem será submetido a exames para verificar se houve alguma lesão

Por Carlos Rocha

16h55

Um morador de Ferraz de Vasconcelos, em São Paulo, passou por momentos de apuros ao engasgar e engolir uma prótese dentária.

O caso que teve início na terça-feira (9) só teve desfecho nessa quinta-feira  (11), após 40 horas. A falta de aparelho para realização de uma endoscopia no hospital da cidade foi o que causou a demora.

A filha do homem, de 59 anos, afirmou que assim que seu pai engasgou foram direto para o hospital. Após a realização de um raio-x foi constatado a necessidade de realizar uma endoscopia para a retirada da prótese.

Foi então que começou a dor de cabeça: funcionários alegaram que a unidade não possuía o equipamento para fazer o procedimento. Com isso, ele precisou ser transferido para um hospital de Itaquera, o que demorou acontecer. Além de precisarem de uma autorização da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS), não havia ambulância para levar o paciente.

E os problemas não pararam por aí. Isso porque os profissionais do hospital de Itaquera exigiram a presença do médico que atendeu o homem pela primeira vez, algo que a família não foi informada da necessidade.

Somente na noite de quarta que a família recebeu uma boa notícia: o procedimento seria realizado na manhã dessa quinta. E assim foi feito. A medida durou aproximadamente 20 minutos, a prótese foi retirada e o homem retornou para a casa passadas 40 horas de aflição.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que o paciente recebeu o atendimento necessário e que não foi levado de ambulância, pois seu “quadro clínico não configurava a necessidade de ambulância”, conforme disse a secretaria.

O homem será submetido a exames para verificar se houve alguma lesão devido o longo período que a prótese ficou presa.