Melhores Empresas para Trabalhar 2019

SICOOB NORDESTE

LAPIDAR TALENTOS

Maior instituição financeira cooperativa do país, o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) possui mais de 4,4 milhões de pessoas físicas e jurídicas, oferecendo os mesmos serviços que um banco convencional possui, porém com atendimento humanizado e conexão avançada com o ambiente digital. O propósito do Sicoob direcionado aos seus cooperados/clientes estende-se também aos seus colaboradores, que é “conectar pessoas para promover justiça financeira e prosperidade social”. 

Em atividade desde o início dos anos 2000 em João Pessoa, a organização começou a ganhar importância e passou, ao longo dos anos, a assumir o controle das operações de todo o Nordeste, contando com mais de 75 agências espalhadas por todos os estados da região. Para poder dar conta de toda essa estrutura, os gestores do Sicoob acreditam ser primordial assegurar que o crescimento da empresa seja pautado na harmonia entre líderes e colaboradores. 

Para isso, são desenvolvidos diversos programas de incentivo e capacitação. Uma série de bolsas de estudos são concedidas para que colaboradores possam concluir graduações ou pós-graduações lato sensu e stricto sensu. “Estamos sempre motivando eles nesse sentido. Temos uma universidade corporativa e também um plano de cargos e carreira, para que todos, até mesmo aqueles que entraram como estagiários, saibam que têm a possibilidade de crescer e se aprimorar aqui dentro”, pontua o diretor executivo do Sicoob Nordeste, Neilson Oliveira. 

Há também o incentivo à multiplicação de conhecimento entre os próprios colaboradores, através do Programa Facilitador de Aprendizagem. Já o Programa Lidere, instituído pela Academia de Líderes de Negócios do Sicoob, os gestores do Sicoob também têm a oportunidade de serem capacitados e preparados para continuarem a colaborar no desenvolvimento das equipes e, consequentemente, dos negócios. 

O programa é composto por duas etapas, contendo 3 módulos comportamentais na primeira e 4 módulos técnicos voltados ao negócio na segunda. Conta com uma fase de seleção, treinamentos de gestão, criatividade, resolução de conflitos, escuta ativa, gestão de talentos, liderança e business, unindo todas as ferramentas e estratégias comportamentais e de liderança para direcionar o time ao alcance dos objetivos e cumprimento da visão empresarial. 

Karen Lucena, 30, está há quatro anos no Sicoob Nordeste, mas há nove entrou no sistema em uma das agências da cooperativa, primeiramente como estagiária. “Com dois meses, meu chefe imediato me indicou para outra cooperativa. Fui ainda como estagiária, em maio de 2010, para outra singular, até 31 de agosto. Em 1 de setembro fui efetivada como assistente”, conta. Aos poucos, foi demonstrando competência e, em uma das auditorias da central em sua agência, foi convidada para entrar no cargo de analista júnior. Com o auxílio dos programas internos, foi gradativamente ascendendo, chegando, atualmente, a assumir o cargo de Diretora Organizacional e Riscos. 

“Independente da ascensão por meio de cargo, aqui a gente tem sempre a possibilidade de melhorar e aprender. Tem a universidade corporativa, tem bolsas de estudo. Tem datas comemorativas, agregamos nossas famílias ao ambiente de trabalho nesses momentos. Essas ações ajudam a tornar o ambiente melhor, o trabalho flui. Os líderes estão junto com as equipes, todas em um mesmo ambiente. É muito fácil conseguir dialogar, trocar uma ideia com qualquer pessoa”, pontua a colaboradora.

O Sicoob também tem ferramentas de cooperação com a sociedade civil, como salienta a analista de responsabilidade social Joana Macedo, 38. Há apenas seis meses na empresa, ela já percebe diferenças fundamentais em relação a outros locais de trabalho semelhantes. “Minha unidade tem o papel de disseminar nossos projetos junto à comunidade. Temos o Instituto Sicoob, que tem alguns programas sociais. A gente tem programas de educação financeira e sobre cooperativismo, para mostrar o quão sólido é esse modelo. Temos um trabalho de engajamento com nossos colaboradores, para que eles sejam voluntários”, afirma.

BENEFÍCIOS

Os colaboradores do Sicoob têm acesso a uma série de vantagens, como assistência médica e odontológica, além do seguro de vida, com subvenção de 100% por parte da empresa. 

Também há plano de previdência privada, com contribuição da organização; vale-refeição e vale-alimentação, com possibilidade de flexibilização das porcentagens para cada modalidade. 

O Sicoob também fornece transporte municipal e intermunicipal para o percurso residência x local de trabalho, gratuitamente, através de transporte urbano regular, com desconto de no máximo de 4% do salário-base do colaborador ou auxílio para gasolina.

PLANO DIGNA

TRANSFORMAÇÃO COMPLETA

Constante modernização em tecnologia, aperfeiçoamento em atendimento e soluções que beneficiem a qualidade de vida levada aos consumidores estão entre os fundamentos da missão da assistência familiar garantida aos clientes do Plano Digna, empresa paraibana com 12 anos de atuação no mercado funerário. Contudo, o Digna oferece mais do que o suporte em um momento difícil, leva também benefícios e dignidade para a vida de seus consumidores. 

Uma grande rede credenciada afirma o compromisso das inúmeras vantagens e assistência aos mais de 400 mil beneficiados, com apoio das 43 unidades em 37 cidades do estado. A meta da empresa de dobrar seu tamanho até 2021 é conquistada com um passo de cada vez, realizado com o comprometimento de cada um dos 350 colaboradores. 

A necessidade da mudança de comportamento foi sentida pela pretensão das novas metas. O Digna percebeu a importância dos colaboradores no processo de crescimento e entendeu que a confiança deve ser mútua, entre gestores e colaboradores. Práticas foram estabelecidas na empresa a partir da implantação da Gestão de Desenvolvimento Humano, setor que lida com as necessárias práticas burocráticas, mas também assimila os quesitos de orientação de condutas para melhoria do desempenho, bem estar, valorização do trabalho, políticas de remuneração justas, tratando assim os funcionários como parceiros de negócios. “Essas ações refletem diretamente nos resultados da empresa. A cultura e a mentalidade dos funcionários no ambiente de trabalho vão mudando e gerando transformações, criando um clima mais sustentável em vários aspectos”, afirma o diretor executivo, João Pedro Rocha.

Transformação é o termo que melhor exemplifica o caminho de Marconi Gonçalves, atual coordenador administrativo do Plano Digna em Campina Grande. Há 12 anos na empresa onde conquistou o primeiro emprego, o funcionário passou por vários programas de desenvolvimento, saúde e integração. Entre os benefícios, Marconi recebeu auxílio de financiamento acadêmico quando mostrou interesse em se profissionalizar como tecnólogo, depois também recebeu incentivo para realização da graduação e da pós-graduação.

“O Digna dá oportunidade e acredita que o colaborador se desenvolva. Consegui mostrar meu potencial, entrei na empresa como vendedor e fui promovido quatro vezes até chegar ao cargo onde estou”, afirma o coordenador. Além das conquistas profissionais, a empresa também foi testemunha e possibilitou dignidade ao trabalhador. “Entrei aqui muito jovem e, por conta do meu trabalho, conquistei minha primeira motocicleta, meu carro e apartamento. Pude ajudar minha família através do que consegui na empresa”, ressalta o funcionário.

Práticas discursivas ajudam na mudança de comportamento entre os funcionários. Entendeu-se que existem possibilidades de alterações benéficas na cultura da empresa, assegurando engajamento, diminuição da retenção e aperfeiçoamento da convivência entre funcionários, resultado verificado na certificação do Great Place to Work (GPTW). “Quando possuímos um indicador de satisfação de confiança no ambiente de trabalho é percebida a diferença entre as pessoas comumente encontradas em outros locais, é uma construção”, enfatiza o coordenador de Gestão de Desenvolvimento Humano, Josemar Filho.

REDE NORD

ACOLHIMENTO EM SEU DNA

Acolher e recepcionar bem é a missão de qualquer hotel. A Rede Nord, maior grupo de administração de hotéis a beira-mar do Brasil, é referência neste quesito. Empresa legitimamente paraibana, ela gere 10 unidades de hotéis e flats no estado e já tem previsão

para expandir sua atuação para outras localidades, como Juazeiro do Norte, no Ceará.

Atualmente, o grupo possui hotéis enquadrados em quatro marcas: Nord Luxxor, Nord Life, Nord Class e Nord Easy. Há hospedagens ideais tanto para quem viaja a negócios, como para quem deseja descansar e conhecer os pontos turísticos da Paraíba. Para dar conta de tudo isso, a rede conta com um time de colaboradores de alta performance e esse empenho só é possível ao oferecer as condições adequadas de trabalho.

Em atividade desde 2005, o grupo não tinha um setor de Recursos Humanos dedicado à gestão de pessoas, mas, de acordo com a atual responsável pela divisão, os principais valores que precisam ser cumpridos para estar entre os melhores lugares para trabalhar já

eram exercidos. “Chamamos de DNA Nord. Quando eu cheguei em 2015, minha missão era canalizar essas práticas voltadas para pessoas, especialmente aquelas relacionadas a treinamento, ao tratamento aos funcionários”, explica Venuzia Soares, gestora de RH da Rede Nord de Hotéis.

Ao olharmos o corpo de colaboradores, é possível extrair exemplos diversos desse tipo de política de acolhimento. Liliane Alves, 41, está na Rede Nord desde 2005 e ao longo desses quase 15 anos de trabalho árduo na empresa, o que podemos ver é uma escalada consistente. Inicialmente como governanta executiva em um dos hotéis da linha Easy, ela foi recebendo promoções como reconhecimento de seu empenho. Atualmente, é a gerente do Nord Luxxor Tambaú, um dos principais da rede.

“É uma empresa que se preocupa com seus colaboradores. Quando surge alguma vaga nova, a prioridade sempre é olhar para os profissionais da própria rede, dando espaço para que eles deem passos maiores”, destaca Liliane. “Existem cursos específicos para que a visão dos colaboradores se amplie. Há treinamentos na parte de gestão, de controle de qualidade. Dentro de cada setor, o RH vai direcionando nossos colaboradores para cursos específicos para suas áreas”, completa a gestora.

Mesmo quem acabou de entrar já percebe a diferença. O publicitário Marcos Paulo Barbosa, embora tenha 24 anos, já está no mercado de trabalho há uma década. Em um passeio pela capital paraibana, o paulistano se apaixonou pelo local e já voltou para São Paulo com planos de trabalhar por aqui. Ao enviar currículos para as empresas da cidade, a Rede Nord logo viu seu potencial e currículo. “Em menos de uma semana, já estava integrado à equipe”, resume.

Oito meses se passaram e sua experiência é positiva, especialmente quando Marcos põe em perspectiva seus planos de ascensão profissional. “Aqui a gente tem quase um ambiente familiar. Você tem um contato próximo com lideranças e diretoria, percebe que todos eles começaram em cargos baixos e foram ascendendo, isso tudo dá força e vontade de trabalhar mais e melhor”, destaca. Na Nord, hospitalidade também é adjetivo aplicado a seus colaboradores.

AFRAFEP SAÚDE

INTEGRAÇÃO E PROFISSIONALIZAÇÃO

A responsabilidade social e compromisso com a saúde dos integrantes da Associação dos Auditores Fiscais do Estado da Paraíba (Afrafep) tem como ferramenta os serviços oferecidos pela Afrafep Saúde. Com 28 anos de atuação entre os associados, o plano de saúde tem o comprometimento com o cuidado e assistência dos usuários e familiares da categoria no estado.

A excelência do serviço oferecido tem relação direta com a atenção e empenho dos colaboradores do plano de saúde. Os atendimentos de gestão prestados aos associados são realizados pela equipe de aproximadamente 50 pessoas, divididas entre os setores de administração e atendimento.

Os investimentos na qualificação profissional dos colaboradores são responsáveis pela melhoria constante na qualidade do serviço prestado aos cerca de 4 mil associados. “Entendemos que não adianta apenas modernizar e deixar a casa linda se não houver investimento nas pessoas que trabalham aqui”, afirma a presidente Elaine Carvalho, à frente da Afrafep desde janeiro de 2019.

A necessidade de um planejamento estratégico para empresa surgiu desde 2010, com adoção do modelo de governança corporativa para Diretoria Executiva, com princípios de equidade, transparência, legalidade e transparência na prestação de contas. Atualmente os associados possuem, pela internet, acesso aos dados de valores e despesas da empresa, garantindo confiança e respeitabilidade.

Aperfeiçoar o sistema corporativo que gerencia o ramo da saúde foi um dos grandes diferenciais da empresa para conseguir se manter no mercado e garantir o cumprimento das regras exigidas pela Agência Nacional de Saúde, “A equipe foi amadurecendo a partir de investimentos da qualificação de pessoal, aliando técnica, exemplo e discurso”, conta a gestora.

A melhoria na capacitação e profissionalização de pessoas possibilitou incontáveis exemplos de adequação e promoção no quadro de colaboradores. A atual coordenadora de Gestão de Pessoas da Afrafep Saúde, Veridiana Barbosa, iniciou as atividades na empresa como recepcionista em agosto de 2015. Em seis meses, o bom rendimento, interesse em qualificação e relacionamento fizeram surgir o caminho para a promoção, em um cargo na seção de Recursos Humanos. Ao término da graduação, a profissional assumiu a coordenação do setor, em janeiro deste ano.

Em 2019, indicadores comprovam mais de 190 horas de cursos em congressos e palestras do ramo da Saúde, realizados pelos colaboradores e financiados pela empresa. O investimento supera R$ 50 mil e representa o aperfeiçoamento direto, gerando agilidade e

beneficiando o andamento das áreas da empresa.

Além da qualificação promovida em ambientes externos, a Afrafep Saúde também proporciona mensalmente encontros com exposição e discussão de temas de capacitação das áreas de processo da empresa e palestras motivacionais realizados na sede da associação. O Encontro Intersetorial também conta com o momento Aprendi Treinei, um dos programas de aperfeiçoamento do quadro de colaboradores, que divide o conhecimento adquirido pelo colaborador que participou que algum congresso entre os colegas. 

A bolsa de 50% em um MBA oferecido pela empresa em uma faculdade particular de João Pessoa mudou a vida profissional de Tatiana Lima, atual gerente administrativa da Afrafep Saúde. “A empresa consegue enxergar o potencial do colaborador e ajuda a qualificá-lo. Entrei aqui como secretária e hoje assumo um cargo na minha área profissional”, revela Tatiana.

Por oferecer serviços na área de saúde para o público externo, a empresa entendeu a necessidade primordial da qualidade de vida de seus colaboradores. Além de benefícios de capacitação profissional, a Afrafep Saúde também age na busca pela excelência do corpo e da mente. Projetos de melhoria da alimentação, com distribuição de frutas em dias da semana; estímulo a práticas de atividades físicas, com pagamento da mensalidade de academias conveniadas e ginástica laboral, assim como cuidado psicológico, com a recente implantação do programa Psicodrama para os colaboradores. 

As ações de integração e profissionalização promovidas pela empresa estimulam os colaboradores ao compromisso de entrega, com excelência, de serviços aos associados na Afrafep Saúde, uma das melhores empresas para trabalhar na Paraíba.

ARMAZÉM PARAÍBA

UNIÃO E RESPONSABILIDADE

Para atender cada vez melhor os mais de 2,5 milhões de clientes cadastrados nas suas 55 lojas, o Armazém Paraíba, consolidado há mais de 60 anos na venda de eletrodomésticos, móveis e celulares, investe constantemente em tecnologia e gestão de pessoas.

A expansão constante no mercado trouxe a necessidade de manter cada vez mais vivo o espírito de trabalho com união e responsabilidade. Para isso, a empresa oferece aos colaboradores segurança e oportunidades de desenvolvimento na carreira, através de programas internos e incentivos educacionais.

“Para nós é muito importante manter uma relação de confiança com os nossos colaboradores e os programas de desenvolvimento reforçam esse compromisso mútuo. Além disso, investir na retenção e manutenção de talentos faz com que tenhamos colaboradores mais alinhados às estratégias e valores da empresa, o que fortalece a nossa cultura organizacional”, conta a Coordenadora de Gestão Humana, Isis Grilo.

O Armazém Paraíba oferece aos colaboradores segurança e oportunidade de desenvolvimento de carreiras, através de programas internos e auxílios em bolsas de estudos, atuação que certifica compromisso mútuo. “Desde 2014, os gestores contratados para as lojas são preparados de dentro das empresas com programas de desenvolvimento de competências, sempre estamos observando nosso próprio público antes de cogitar contratar profissionais de fora para cargos de liderança”, conta a analista de Gestão Humana, Gisele Costa.

Atualmente no cargo de analista de Controle Financeiro, Felipe Valeriano, encontrou no Armazém Paraíba a oportunidade do primeiro emprego há 13 anos. “Entrei na empresa como vendedor, aos 19 anos de idade, e pude me desenvolver profissionalmente com o auxílio do Programa Eu Estudo, através do qual consegui concluir minha graduação e duas pós-graduações”, disse.

O Projeto Escada é outro programa interno que visa desenvolver colaboradores com o propósito de formar futuras lideranças. Para a oitava edição do programa, que aconteceu no segundo semestre deste ano, mais de 200 colaboradores se inscreveram para ocupar uma das 20 vagas. Um dos selecionados foi o vendedor Cristiano Maia, que há seis anos trabalha no Armazém Paraíba porque acredita no comprometimento da empresa com os colaboradores. “Participar do Projeto Escada é a realização de um sonho. Tenho certeza que a minha vida profissional vai mudar e para melhor. Hoje, através do emprego no Armazém Paraíba, consigo garantir uma educação melhor para minha filha e mais qualidade de vida para a vida para minha família”, afirmou Cristiano, empolgado com a nova oportunidade.

As ações de endomarketing também fazem a diferença na rotina de trabalho e no ambiente da empresa. Datas comemorativas, aniversariantes do mês, festas juninas, confraternizações e as celebrações de premiação do Great Place to Work (GPTW) fazem parte do calendário da empresa. “Queremos aperfeiçoar esse olhar para o colaborador e fortalecer o compromisso de trazer melhorias e satisfação para todos que fazem parte da Família Armazém PB”, completa Gisele Costa.

ENERGISA PARAÍBA

ABRAÇAR PARA VENCER

De todas as empresas que concorrem ao Melhores Empresas Para Trabalhar (MEPT) Paraíba 2019, a Energisa Paraíba talvez tenha o perfil mais particular, pois presta um serviço que atinge a praticamente todos os moradores do estado. Distribuidora de energia, ela oferece serviços a mais de 1,6 milhão de unidades residenciais, empresas e órgãos públicos da Paraíba. Mesmo privada, ela tem como missão atingir nível de excelência na prestação de um serviço de utilidade pública.

Na Paraíba, o grupo assumiu a concessão de energia elétrica em 1999, com a privatização da Cia. Energética da Borborema e, em 2000, com a privatização da Sociedade Anônima de Eletrificação da Paraíba (Saelpa). O atual diretor presidente da instituição, Ricardo Charbel, tem um sonho: levar a Energisa Paraíba ao topo das empresas de fornecimento do energia no país e, para isso, o gestor entende que é preciso tornar a vida do colaborador a melhor possível. Há um trabalho de acolhimento e escuta, antes de qualquer coisa, além da transmissão dos valores da empresa.

“É preciso apresentar o propósito de trabalhar aqui”, pontua o gestor. “Todos os colaboradores que entram na Energisa conversam comigo, um diálogo que se repete de três em três meses. Eu os escuto e, ao final, mostro que o nosso objetivo é dar condições para que a Paraíba e suas empresas se desenvolvam”, completa Charbel.

Para atingir a excelência na entrega de seus serviços, a Energisa tem a consciência de tornar o ambiente corporativo um espaço de transparência e acolhimento. Programas como o RH com Você, Papo com RH, Promover e muitos outros são ouvidos e olhos sempre atentos a entender as demandas e necessidades de seus colaboradores. Há também locais para recreação e repouso, no período de intervalo do expediente. Amplo e confortável, o Espaço de Vivência oferece uma série de atividades, desde as mais lúdicas até as mais práticas, como sofás confortáveis e poltronas relaxantes.

Outro requisito importante para ostentar o título de melhor empresa para trabalhar é entender que existe a possibilidade de crescer ali mesmo. Lidiane afirma que enxergou esse perfil no começo de tudo, quando ainda era estagiária, há mais de seis anos. Ela entrou pela primeira vez em 2010 e três anos depois conseguiu estagiar na Energisa mais uma vez. “Era muito interessante, pois o que eu via em teoria na sala eu tinha a oportunidade de exercer na prática. Eu me deslumbrava com aquilo tudo e já tinha vontade de ser funcionária. Quando concluí o curso, consegui ser efetivada como assistente administrativa. Sempre aprendia bastante coisa e com isso consegui ascender e chegar aonde cheguei”, explica.

Atualmente, ela está em um dos cargos de confiança de seu departamento, responsável por diminuir o furto de energia no estado. “Eu faço a ponte com agentes da segurança pública, coordeno operações em comunidades com o objetivo de alertar à população que furto de energia é crime”, ressalta Lidiane.

Daniel Flor, 38, é do Departamento de Construção, Manutenção e Distribuição (DCMD) da Energisa Paraíba e carrega consigo a experiência de quase 20 anos de trabalho na Energisa, ainda quando era uma estatal, a Saelpa. Ele acompanhou de perto as transformações da instituição durante o processo de privatização. Diferente do que se especula nesses momentos de transição, ele foi absorvido e integrado ao sistema da nova empresa de maneira orgânica.

“Sempre percebi que aqui, se as pessoas se empenham, elas crescem junto com a empresa”, relata. Com o incentivo da Energisa, ele, que ao entrar possuía apenas um curso técnico, entrou de vez no ensino superior, conquistando diversas láureas. “Tenho uma graduação em geoprocessamento e uma engenharia elétrica, uma pós em desenvolvimento de sistemas e agora estou fazendo outra em gestão empresarial. Além disso, tenho muitos cursos, participação em seminários, treinamentos, tudo isso a empresa me proporcionou”, comenta Daniel.

Uma empresa que pode ter o orgulho de estampar o título de melhor local para trabalhar também deve dar oportunidades iguais a todos, sem distinção. Ana Magna Veloso, 41, é prova viva deste perfil da Energisa. Há 11 meses na empresa, é a primeira eletricista mulher da Paraíba. Após alguns anos trabalhando como vigilante e atendente de telemarketing, entregou seu currículo para concorrer ao cargo de leiturista, o técnico que vai de casa em casa fazer a medição do consumo de energia. 

Durante a conversa, a pessoa responsável pela seleção lançou-lhe o desafio. “Com dois meses, a Energisa me ofereceu o curso de formação na área para que eu pudesse exercer a função”, explica. Com ela, não se faz nada pela metade. Ela sobe em poste, lida com fios de alta tensão todos os dias, uma função de alta periculosidade, mas que Ana Magna encara com serenidade, pois sabe que tem o suporte de uma empresa que está atenta. “Foi

e está sendo a melhor recepção que eu já tive na vida. Claro, eu notei alguns homens me subestimando, se eu dava conta, mas eu mostrei para o que vim. Espero que isso abra as portas para outras mulheres”, afirma.

GRUPO ELFA

GESTÃO PROFISSIONAL E ARROJADA

Tornar-se a melhor empresa em nível de serviços hospitalares é o objetivo do Grupo Elfa, que há 30 anos busca promover soluções na área da Saúde pelo Brasil. Desde 2014, a modernização e abertura de investimentos possibilitaram a garantia de ir além da distribuição de medicamentos. Reformulada com uma gestão profissional e arrojada, a empresa paraibana é atualmente uma das mais conceituadas no segmento do país.

Contra a corrente, o Grupo Elfa acumula o crescimento sustentável de aproximadamente 250% em tempos de crise econômica, desde sua mudança de gestão. O desenvolvimento garante a empregabilidade para 462 funcionários divididos em seis unidades de negócios e nove centros de distribuição na Paraíba, Ceará, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. A qualidade dos serviços prestados aos clientes gera o faturamento anual que chama atenção, já que a estimativa para este ano ultrapassa a cifra de R$ 2,2 bilhões.

A consolidação da gestão de pessoas, unindo profissionalização e cultura organizacional, é uma das razões para o sucesso da empresa. A renda dos colaboradores é complementada por benefícios como plano de saúde, plano odontológico, seguro de vida, vale-cultura, além de bolsas de estudos afirmam o comprometimento da empresa com os colaboradores. Cursos para níveis operacionais e para lideranças são investimento para encarreiramento dos colaboradores.

Desde 2015, a criação da Universidade Corporativa da organização, Unielfa, possibilitou a melhor formação dos colaboradores através de cinco eixos: Cultura, Liderança, Excelência, Gestão e Finanças. “Temos uma plataforma imensa de treinamentos online e durante o ano há programas específicos disponibilizados para os grupos de funcionários em setores”, pontua a coordenadora de Gente da Elfa, Danielle Evangelista.

Além da própria universidade, a empresa oferece incentivos de até 70% do valor da mensalidade em graduação e pós-graduação. Um dos funcionários beneficiados com a bolsa de estudos foi o analista de compras André Félix, que entrou na empresa como jovem aprendiz e já foi promovido duas vezes. “Concluí duas graduações graças ao incentivo de 70% oferecido pela empresa. Além do crescimento pessoal, a Elfa me proporciona o crescimento profissional, através de cursos online, treinamentos presenciais e a troca de conhecimento entre os setores”, revela o jovem.

INOVAÇÃO

Atenta à tecnologia, o Grupo Elfa decidiu investir no mercado de logística brasileiro, com a possibilidade de entregas com o uso de drones. Em fase de testes, em parceria com uma empresa especializada em desenvolver sistemas aéreos não tripulados, o serviço promete ser uma grande revolução no mercado de saúde. A primeira entrega via drone do Brasil foi realizada com saída do centro de distribuição da empresa, no município de Cabedelo, até João Pessoa. “Estaremos preparados quando esse tipo de serviço for autorizado totalmente

no Brasil. Este tipo de serviço é fundamental para urgências e encurtar distâncias para promover a melhora dos serviços”, afirma o analista de Marketing do Grupo Elfa, Wedson Fausto.

HNSN

EXCELÊNCIA NO CUIDAR

Um ambiente que oferece um serviço de excelência e alta qualidade. O Hospital Nossa Senhora das Neves, ou simplesmente HNSN, surge da visão empreendedora de investidores paraibanos que sentiam a carência do estado por uma instituição hospitalar de alta performance. Em operação desde maio de 2016, o HNSN oferece uma experiência diferenciada para seus pacientes.

Um dos valores da empresa é a sustentabilidade. Por conta disso, não existe prontuário em papel. O processo, do início ao fim, é feito de maneira digital. A UTI é humanizada, com janelas que indicam a passagem do dia. “Parece uma besteira, mas uma pessoa que fica internada por muito tempo em um ambiente completamente fechado perde a noção de tempo e espaço. É um pequeno gesto que faz diferença”, enfatiza a gerente de Gente, Luciana Prado. Em 2017, o Hospital Nossa Senhora das Neves iniciou seu serviço de transplantes, incluindo também o serviço de captação de órgãos. É um processo importante porque o serviço é estendido ao SUS. É mais um local na cidade em que é possível fazer esse tipo de procedimento delicado.

No entanto, para atender a esse alto padrão, é preciso ter uma equipe dedicada e empenhada a dar seu melhor. O modelo de gestão é pautado na excelência no cuidar. “A área de gente cuida do capital humano. Nossa missão é aumentar o engajamento das pessoas, mas, para tanto, precisamos ter pessoas capacitadas e bem dimensionadas, ou seja, na função adequada e sem sobrecarga de trabalho”, explica Luciana. Ao oferecer as condições ideais de um bom ambiente de trabalho, a expectativa é fazer com que os colaboradores se aperfeiçoem e permaneçam contribuindo com o crescimento do HNSN.

Aplicar as ações e métodos preconizados pela gestão de pessoas no HNSN com excelência só é possível pelo seu atual modelo de governança, pautado na transparência, prestação de serviços e equidade, em uma via de mão dupla. “Temos investidores que demandam diretrizes para nosso conselho de superintendência, que descem para a diretoria, transformam em planejamento estratégico para, então, chegar até a base. Dali, vem a prestação de contas para a diretoria, para o conselho de superintendência e, enfim, para os investidores. É um ciclo que não para”, salienta a gestora de Gente. Todos os círculos são supervisionados para que tudo saia nos conformes.

A atenção com o colaborador começa logo no início do processo de admissão, com o Programa de Boas-Vindas, promovendo integração do novo integrante à equipe. A analista de Gente e Gestão, Vanessa Formiga, 27, lembra muito bem de seus dias de estágio, há cinco anos. Na época, o HNSN era um grande canteiro de obras, mas mesmo ali ela notou que havia algo diferenciado na filosofia da empresa. “A cultura de acolhimento já era forte desde quando eu entrei, quando éramos apenas 10 pessoas. Hoje, temos quase 800 e noto que continua no mesmo nível. Como veterana, sinto a necessidade de acolher os outros do mesmo jeito que eu fui recebida”, enfatiza.

Ela atualmente está coordenando o programa Prata da Casa, que promove seleções internas, buscando a formação de futuros líderes, uma prática comum entre as melhores empresas para trabalhar. Para Vanessa, esse tipo de atitude foi fundamental para a própria ascensão profissional. “Enquanto estagiária, eu fui desenvolvida gradualmente. Eu já lidava com profissionais de outras competências para que eu aprendesse de maneira orgânica e estivesse naturalmente capacitada para conquistar outros cargos”, relata a analista.

LIQ

PORTAS ABERTAS PARA TODOS

Diante das novas formas de comunicação, o conceito de telemarketing se torna ultrapassado. Com isso, surgem empresas com abordagem all-line (on e off-line), proporcionando canais de comunicação a organizações em todas as frentes possíveis. A LIQ surge com o propósito de apresentar um serviço diferenciado e, para isso, entende que é preciso promover um ambiente de trabalho que ofereça conforto e segurança a seus colaboradores.

A lista de programas desenvolvidos pela LIQ voltados para seus colaboradores é vasta. Só para pincelar alguns deles, há a Academia de Líderes, que oferta reciclagem constante aos responsáveis por levar adiante a filosofia da empresa. O Programa Crescer, que oferece bolsas de estudo e descontos nas principais instituições de ensino de João Pessoa, é outra forma de fortalecer e capacitar seus funcionários. No entanto, o diferencial da LIQ João Pessoa é um programa que abraça uma minoria ainda bastante marginalizada e a inclui no mercado de trabalho.

O Projeto Transcidadania conta com uma parceria com a Prefeitura Municipal de João Pessoa, cuja proposta é trazer a população LGBT+ para o mercado de trabalho e, com isso, promover reintegração social e resgate da cidadania dessa população, especialmente a pessoas transgênero. O atendente Mateus Martins, 23, está há mais de 3 anos na LIQ e considera a experiência na empresa transformadora. Ele estava cursando Educação Física e havia distribuído mais de 100 currículos antes de conhecer a LIQ, através do projeto Transcidadania.

Na LIQ, ele se sente aconchegado desde o primeiro dia. “Meu crachá veio com nome social, antes mesmo da mudança nos documentos. Sempre pude usar o banheiro referente ao gênero que me identifico sem problemas”, conta. O mesmo tipo de acolhimento, infelizmente, não foi percebido por Mateus durante sua graduação. “Fiquei desgastado psicologicamente. Eu não era aceito ou incluído pelos meus colegas, era excluído. Aqui, não. Consigo me relacionar com as pessoas tranquilamente, sempre me chamaram de Mateus, consigo ser quem eu sou”, pontua.

MARTINS PARAÍBA

DA BASE À LIDERANÇA

Instituída em 1999 e efetivamente dando início às suas atividades na Paraíba em 2001, a Central de Distribuição do Grupo Martins traz consigo o legado de 66 anos de história, sendo iniciado em 1953 em Uberlândia, Minas Gerais, se tornando atualmente o maior distribuidor de atacado da América Latina, fornecendo mais de 10 mil produtos para lojas, supermercados e estabelecimentos comerciais do país. 

Uma boa empresa para trabalhar está sempre atenta às dinâmicas de trabalho de seus colaboradores e procura orientar seus líderes. O Martins, premiado na primeira edição do MEPT, está ciente desse papel e, novamente certificado pela GPTW, mostra os resultados de sua expansão neste setor. “Tínhamos alguns programas de desenvolvimento, mas notamos a necessidade de formar melhor nossos líderes. Temos um público extenso, seja em vendas ou no operacional. Foi preciso colocá-los em sala de aula, ministrar cursos sobre liderança, apresentar ferramentas de gestão, conteúdos que a gente considera essencial para quem está lidando com gestão de pessoas”, pontua Fernanda Ferreira, coordenadora de Desenvolvimento Humano & Organizacional (DH&O).

Um exemplo disso é o Programa Talentos Logística. “Abrimos um processo seletivo nacional. Os colaboradores que se interessarem se inscrevem e os escolhidos passam por um processo de treinamento, que dura cerca de 10 meses”, explica Fernanda. A possibilidade de ascender na empresa existe e é estimulada pela própria organização. 

Exemplo disso é a trajetória de Johny Franklins, 41, na empresa há 20 anos e atualmente supervisor de Logística. Aos 21, entrou na empresa como operador de MA, o cargo mais básico, responsável pelo carregamento de produtos. “Quando cheguei aqui, ainda havia muita reforma, não tínhamos o espaço estruturado como hoje. Ela estava se estabelecendo e poderia muito bem ter chamado gente experiente do mercado para preencher os cargos de liderança, mas eles nos deram todo o espaço para conseguir subir e adquirir mais conhecimento”, relembra o gestor.