Paraíba, sexta-feira, 20 de julho de 2018
25° C
Busca

Portal T5

Cidade cenográfica recria as antigas vilas do interior da Paraíba

A cidade cenográfica tem praticamente tudo que os mais antigos certamente lembram.

Por Renata Nunes

16h00 - Atualizado 25/06/2018 às 07h22
A Vila retrata as antigas cidades do interior
A Vila retrata as antigas cidades do interior Foto: Renata Nunes/ Portal T5

Ferro de engomar, pilão, fumo de rolo. Esses são alguns itens encontrados na Vila Sítio São João, um espaço construído em Campina Grande para relembrar as antigas vilas e cidadezinhas do interior da Paraíba.

A cidade cenográfica tem praticamente tudo que os mais antigos certamente lembram. Tem igreja com pracinha na frente, poço para retirar água, moenda de cana-de-açúcar, casa de farinha, rádio-difusora e parquinho de diversões.

O espaço foi idealizado por João Dantas, que todos os anos abre as portas da vila para milhares de turistas que passam por Campina Grande, por ocasião do ‘maior São João do mundo’. “Este ano mudamos o local do sítio, pois ele passará a ser permanente. Construímos tudo em tempo recorde e agora teremos o espaço fixo. O turista poderá visitá-lo o ano todo”, disse ao Portal T5.

Casa de taipa

Um dos lugares mais visitados na Vila Sítio São João é sem dúvidas a casa de taipa, reproduzida exatamente como no interior. A decoração é uma atração à parte. Logo na entrada, na sala, encontramos uma parede com muitas imagens de santos, com fitinhas coloridas em volta de cada um dos quadros. Tem bonecas de pano, lamparina, espreguiçadeira e rádio de pilha. Tem chapéu, bornal e espingarda.

No corredor tem oratório, máquina de costura e ferros de engomar. Os mais velhos lembram que nesses ferros havia um espaço para colocar as brasas. Isso mesmo, brasas eram usadas para produzir o calor e engomar as roupas.

O quarto retrata com fidelidade as casas das vilas. Tem lençol de retalhos cobrindo a cama de madeira. Tem pinico, outro oratório e as malas da época. O piso é de barro.

O pinico e a colcha de retalhos fazem parte da decoração do quarto
O pinico e a colcha de retalhos fazem parte da decoração do quarto Foto: Renata Nunes/Portal T5

A cozinha traz entre os itens da decoração as chaleiras de ferro, o pilão de madeira, lamparina, trança de alho, panela de barro, bucha vegetal, candeeiro e cristaleira. Nessa última um detalhe chama a atenção: as portas são amarradas com corda.

Embora sejam as inúmeras as dificuldades, a mesa é farta, assim como no interior. Tem bolo de rolo, queijo de coalho, rapadura, pão, ovos e muitos doces.

Mercearia 

Na ‘vendinha’ tem um ‘mix’ de tudo. Tem macaxeira, espiga de milho, jerimum, batata doce, feijão e farinha. As tradicionais balanças, com pesos de ferro, também são parte do cenário. Há diversas amostras de cachaças e garrafadas (usadas para tratar doenças).

Arrasta-pé e gastronomia 

Para os visitantes, a Vila Sítio São João dispõe de dois espaços para quem quer dançar o autêntico forró. Ah, logo na entrada tem um trio dando as boas-vindas aos turistas. Os bares servem as tradicionais comidas típicas do Nordeste. Tem caldinhos, buchada, linguiça, rubacão. Tudo muito bem servido. Para acompanhar, os visitantes podem experimentar a cachaça artesanal com mel.

A Vila Sítio São João fica na Avenida Marechal Floriano Peixoto, no bairro Centenário, em Campina Grande. Para entrar, é cobrado ingresso que varia de R$ 20 a R$ 40 reais. Alunos de escolas públicas municipais e estudantes de cursos de História, Comunicação Social e Arte e Mídia não pagam entrada, mas devem agendar a visita com antecedência.