Paraíba, sexta-feira, 17 de novembro de 2017
20° C
Busca

Portal T5

Polícia

“Agem com agressividade e chamando palavrões”, relata vítima de assalto a ônibus em JP

O relato é da passageira de um ônibus que foi alvo de bandidos na noite desta segunda-feira (13).

Por Redação Portal T5

13h00 - Atualizado 14/11/2017 às 14h26

“Eles nos ameaçavam e tomavam tudo que viam pela frente”. O relato é da passageira de um ônibus que foi alvo de bandidos na noite desta segunda-feira (14). As cenas se repetem e testemunhos como esse são constantes. O assalto ao ônibus da linha 101, que faz o trajeto entre Cruz das Armas/Grotão, teve um desfecho.

Os três assaltantes foram detidos. A polícia apurou que os suspeitos entraram no veículo ainda no Terminal de Integração do Varadouro. Na entrada o bairro Costa e Silva, eles anunciaram o assalto. O grupo estava bastante agressivo, conforme disseram as vítimas.

Um dos passageiros tentou reagir ao assalto e quase foi golpeado pelos acusados. Os bandidos desceram do ônibus e deram de cara com uma viatura da Polícia Militar. “Eu peguei na integração do centro e seguia para minha casa. No meio do caminho eu tirei um breve cochilo, pois estava muito cansada. Eu só percebi que estava tendo um assalto na entrada do Costa e Silva. Eles tomavam tudo que podiam. Ele chegou em mim com uma faca. Já tinham ameaçado os outros passageiros e inclusive uma mãe com bebê no colo. Ficamos muito assustados. Eles nos xingaram muito. Foi horrível", relatou uma das vítimas.

Os assaltantes estavam agressivos e xingavam os passageiros do ônibus, utilizando palavras de baixo calão. "Eu já fui assaltada quatro vezes e fico sempre com medo. Não tenho outra alternativa, pois preciso trabalhar”, resumiu outra vítima.

Conforme o último levantamento divulgado pela Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), entre janeiro a agosto deste ano, foram registrados 219 assaltos a ônibus em João Pessoa.

O coronel Lívio Delgado, comandante do Policiamento da Região Metropolitana (CPRM), informou que rondas e abordagens são realizadas constantemente. O militar revelou ainda que operações são desencadeadas em áreas específicas para coibir as ações criminosas.

“A PM tem feito o monitoramento desses eventos e temos estabelecido operações como “ônibus seguro, além de diversas ações que fazemos relativas a ônibus para inibir esses tipos de ocorrências. A polícia tem reagido”, advertiu.