Paraíba, segunda-feira, 17 de dezembro de 2018
22° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Jovem Pan chega à Paraíba com programação diversa

A maior rede de rádios do Brasil desembarca no estado com programas conhecidos como o Pânico, Jornal da Manhã e Os Pingos nos Is

Por Vitor Feitosa

19h00 - Atualizado 14/10/2017 às 08h34
Estúdio da Jovem Pan em Curitiba
Estúdio da Jovem Pan em Curitiba Jovem Pan

Maior rede de rádios do Brasil, a Jovem Pan está retornando à Paraíba, e desembarca no estado na próxima terça-feira, dia 17, através da Rede Tambaú de Comunicação pela frequência 102,5 MHz. Junto com ela vem também a sua diversificada e autêntica grade de programação, reconhecida pela qualidade de programas como o Jornal da Manhã, carro chefe da Jovem Pan. O noticiário existe desde 1970, e atualmente traz os detalhes das primeiras notícias do dia, com espaço para opiniões dos comentaristas da casa.

Outro programa de audiência reconhecida da rede de rádios é o Jovem Pan Morning Show, com viés humorístico, de entretenimento e de notícias. Ele existe desde 2012 e é apresentado por Edgard Piccoli, ex-VJ da MTV Brasil, trazendo matérias atuais e descontraídas, além de entrevistas exclusivas.

Já o Missão Impossível é apresentado por Lígia Mendes e pelo locutor Bob Fernandez. Ele também migra para o lado do humor e trata os problemas de relacionamento dos ouvintes sempre de maneira cômica, tentando resolvê-los, sem perder a piada.

O Pânico é um dos mais famosos da Jovem Pan, até por existir também na televisão. Quem comanda é Emílio Surita, junto com a participação dos outros humoristas do programa. Ele é o humorístico líder de audiência nas rádios do Brasil e se destaca pela interação com os ouvintes e pelas entrevistas especiais.

Joice Hasselmann, apresentando Os Pingos nos Is
Joice Hasselmann, apresentando Os Pingos nos Is

E o programa Os Pingos nos Is costuma debater os fatos mais recentes do dia entre os integrantes Joice Hasselmann, Felipe Moura Brasil e Augusto Nunes. Segundo Joice, a opinião e o "imprevisto" são as particularidades do programa, porque nada é combinado.

“A gente fala mesmo, e o que está na nossa cabeça não está no papel. Então vamos construindo esse programa na opinião, trazendo o que está por trás dos fatos. A gente se propõe a fazer um programa de informação e opinião, então aqui não tem esse negócio de ficar em cima do muro e ser parcial. A gente toma a frente da nossa opinião. Nós queremos provocar a vontade de debater o Brasil no cidadão brasileiro”, ressalta a apresentadora.

Além desses, a programação da Jovem Pan ainda conta com diversos outros programas para uma audiência bem diversificada, abrangendo todo tipo de público.